Série Para Lethe  |  2015

Um presente: uma correspondência.
Um bem: uma memória herdada.
Um mal: um segredo.

A partir das questões sugeridas por duas cartas de amor todo o trabalho se constrói

Como velar o que foi desvelado inadvertidamente?

Tempo, memória e esquecimento são conceitos visitados neste trabalho como matéria constitutiva da construção de uma nova escrita.

As cartas são cobertas com uma linha azul, de um azul o mais próximo possível do azul da escrita. Desta forma as palavras se tornam ilegíveis, porém mantém o vestígio de sua existência passada. Os pontos bordados vão compondo com a caligrafia pequenos tracinhos que sugerem uma marcação de passagem do tempo e vão construindo uma nova escrita que se sobrepõe à original.

Vários objetos, parte do acervo de memórias herdadas da família são incorporados ao trabalho.